Menino de 5 anos mata jacaré gigante

1 10 2009

O menino americano Simon Hughes, de cinco anos, matou um jacaré de 3,65 metros e mais de 360 quilos no rancho da família, em Livingston, no estado do Texas (EUA). Simon, que aprendeu a caçar com o pai aos quatro anos, atirou no animal com uma espingarda. O menino costuma acompanhar o pai em caçadas a aves e tem uma arma de tamanho especial.

Recentemente, a família recebeu permissão do governo para matar um “grande animal” que estava fazendo com que jacarés menores saíssem do pântano para se alimentar nos pesqueiros do rancho. Depois de armar uma armadilha, descobriu que o responsável por expulsar os pequenos era outro jacaré. Foi o menino quem deu o tiro fatal no animal.

Simon e seu troféu

Simon e seu troféu

A idade do jacaré foi estimada entre 35 e 40 anos. Só a cabeça do réptil pesava quase 50 quilos.

Anúncios




Estudo sugere que todos os humanos são mutações.

1 10 2009

Um estudo britânico e chinês sugere que cada ser humano possui pelo menos 100 mutações genéticas no DNA. Nos últimos 70 anos, vários cientistas vêm tentando chegar a uma estimativa precisa sobre a taxa de mutação nos humanos.

A pesquisa recente, publicada na edição desta semana da revista científica.
Os cientistas aplicaram a tecnologia ao DNA_2estudo dos cromossomas “Y” de dois homens chineses. Os pesquisadores sabiam que os dois eram parentes distantes e partilhavam de um antepassado comum que nasceu em 1805.

Ao analisar as diferenças genéticas entre os dois homens e o tamanho do genoma humano, os cientistas concluíram que as novas mutações genéticas podem chegar a 100 e 200 por pessoa.

As novas mutações podem, ocasionalmente, levar ao desenvolvimento de doenças graves, como o câncer.





Cientistas encontram o avô de Lucy

1 10 2009

Cientistas descobriram um ancestral dos homens atuais de 4,4 milhões de anos. OArdipithecus ramidus (ou apenas “Ardi”, como é carinhosamente chamado) foi descrito minuciosamente por uma equipe internacional de cientistas, que divulgou a descoberta em uma edição especial da revista “Science” desta semana.

O espécime analisado, uma fêmea, vivia onde hoje é a Etiópia 1 milhão de anos antes do nascimento de Lucy (estudado por muito tempo como o mais antigo esqueleto de ancestral humano).

Restos do "Ardi"

Restos do "Ardi"

“Este velho esqueleto inverte o senso comum da evolução humana”, disse o antropólogo C. Owen Lovejoy, da Universidade Estadual de Kent. Em vez de sugerir que os seres humanos evoluíram de uma criatura similar ao chimpanzé, a nova descoberta fornece evidências de que os chimpanzés e os humanos evoluíram de um ancestral comum, há muito tempo. Cada espécie, porém, tomou caminhos distintos na linha evolutiva. Ardi, porém, tem muitas características que não aparecem nos macacos africanos atuais, o que leva à conclusão de que os macacos evoluíram muito desde que nós dividimos o último ancestral comum.

O estudo de Ardi, em curso desde que os primeiros ossos foram descobertos, em 1994, indica que a espécie vivia nas florestas e que poderia subir em árvores. O desenvolvimento de seus braços e pernas, porém, indica que eles não passavam muito tempo nas árvores: eles podiam andar eretos, sobre duas pernas, quando estavam no chão. “Esta é uma das descobertas mais importantes para o estudo da evolução humana”, disse David Pilbeam, curador de paleoantropologia do Museu de Arqueologia e Etnologia de Harvard. “É relativamente completo, na medida em que ficaram preservadas a cabeça, as mãos, os pés e algumas outras partes importantes. Ele representa um gênero possivelmente ancestral dos Australopithecus – que eram ancestrais do nosso gênero Homo”.
O pesquisador lembrou que Charles Darwin, cujas pesquisas no século 19 abriram o caminho para a ciência da evolução, foi cauteloso sobre o último ancestral comum entre humanos e macacos. “Darwin disse que temos de ter muito cuidado. A única maneira de sabermos como este último ancestral comum se parecia é encontrando-o”, afirmou White. “Em 4,4 milhões de anos, encontramos algo muito próximo a ele.”

Alguns detalhes sobre Ardi:

– Ardi foi encontrada em Afar Rift, na Etiópia, onde muitos fósseis de plantas e animais (incluindo 29 espécies de aves e 20 espécies de pequenos mamíferos) foram descobertos. Achados perto do esqueleto indicam que, na época de Ardi, a região era arborizada.

– Os caninos superiores de Ardi eram mais parecidos com os pequenos e grossos dentes de humanos modernos do que com os grandes e afiados caninos de chimpanzés machos. Análise do esmalte dentário sugere uma dieta diversificada, que incluía frutas, folhas e nozes.

– Ardi possuía um focinho saliente, dando a ela uma aparência simiesca. Mas não tão para a frente como os focinhos dos macacos modernos. Algumas características de seu crânio, como a área sobre os olhos, diferem muito dos chimpanzés.

-Detalhes do fundo do crânio, onde nervos e vasos sanguíneos encontram o cérebro, indicam que o órgão ficava posicionado de maneira semelhante ao dos humanos modernos. Segundo os pesquisadores, isso indicaria que os cérebros dos hominídeos já estavam posicionados para abranger áreas que envolvem aspectos visuais e de percepção espacial.

-Suas mãos e punhos eram uma mistura de características primitivas e modernas, mas não possuíam marcas características dos modernos chimpanzés e gorilas. Ela tinha as palmas das mãos e os dedos relativamente curtos, que eram flexíveis e permitiam que aguentasse o peso do próprio corpo enquanto se movia por entre as árvores. Mesmo assim, ela tinha de tomar muito cuidado ao escalar, pois faltava-lhe as características anatômicas que possibilitam aos macacos atuais balançar, agarrar e mover facilmente entre as árvores.

-A pelve e o quadril indicam que os músculos dos glúteos eram posicionados de modo que ela pudesse andar em pé.

– Seus pés eram rígidos o suficiente para caminhar, mas o polegar era grande o bastante para possibilitar escaladas.

O Ardi não era lindo?

O Ardi não era lindo?





Fobias

1 10 2009

Abaixo, uma lista de várias fobias existentes:

A
Automatonofobia –   medo das estátuas de cera, criaturas animadas – tudo o que represente um ser vivo.
Aulofobia  –   medo das flautas.
Antofobia  –   medo das rosas
Aviofobia ou Aviatofobia  –   medo de voar.
Autofobia –
medo de estar só.
Automisofobia –
medo de estar sujo.

 

 

 

Este cara definitivamente não tem

Este cara definitivamente não tem Automisfobia.

Aurofobia –
medo do ouro.
Atazagorafobia –
medo de ser ignorado ou esquecido.
Atefobia –
medo das ruínas.
Atelofobia –
medo da imperfeição.
Assimetrifobia –
medo das coisas assimétricas.
Astenofobia –
medo de desmaiar.
Arsonofobia –
medo do fogo.
Arrenofobia –
medo dos homens.
Aritmofobia –
medo dos números.
Aracnofobia –
medo das aranhas.
Apifobia –
medo das abelhas.
Apeirofobia –
medo do infinito.
Anuptafobia –
medo de ficar solteiro.
Antlofobia –
medo das inundações.
Antrofobia ou Antofobia –
medo das flores.
Angrofobia –
medo de ficar zangado.
Anemofobia –
medo das correntes de ar ou do vento.
Androfobia –
medo dos homens.
Anablefobia –
medo de olhar para cima.
Amicofobia –
medo das aranhadelas ou de ser arranhado.
Amnesifobia –
medo da amnésia.
Ambulofobia –
medo de andar.
Amaxofobia –
medo de andar de carro.
Altofobia –
medo das alturas.
Alodoxafobia –
medo das opiniões.
Aliumfobia –
medo do alho.
Alectorofobia –
medo das galinhas.
Ailurofobia –
medo dos gatos.
Agrizofobia –
medo dos animais selvagens.
Agliofobia –
medo das dores.
Ablutofobia –
medo de lavar-se ou de tomar banho
B
Brontofobia –
medo dos relâmpagos e dos trovões.
Bromodrosifobia ou Bromidrofobia –   medo dos odores corporais.

Parece inofensivo... Parece...

Parece inofensivo… Parece…

Bibliofobia –   medo dos livros.
Belonefobia –  medo das agulhas.
Batracofobia –
medo dos anfíbios, tais como sapos, salamandras, etc…
Batofobia –
medo das alturas ou de estar perto de edifícios altos.
Batonofobia –   medo das plantas.
Batofobia –
medo da profundidade.
Basofobia ou Basifobia –   medo de andar ou de cair.
Barofobia –  medo da gravidade.
Balistofobia –   medo dos mísseis ou das balas.
Bacteriofobia –  medo das bactérias.
Bacilofobia –    medo dos micróbios.

C

Camas - muito mais perigosas do que parecem

Camas – muito mais perigosas do que parecem

Clinofobia –   medo das camas.
Ciofobia –   Medo das sombras.
Colpofobia –  medo dos genitais, particularmente femininos.
Coinonifobia –   medo dos quartos.
Cleptofobia –  medo de roubar.
Cinetofobia ou Cinesofobia –  medo dos movimentos.
Catisofobia –  medo de se sentar.
Catagelofobia –  medo do ridículo.
Cainofobia –  medo de qualquer coisa que seja nova.
Cipridofobia ou Ciprifobia –  medo das prostitutas ou das doenças venéreas.
Cinofobia –  medo dos cães ou da raiva.
Cimofobia –  medo das ondas ou de movimentos ondulatórios.
Ciclofobia –  medo das bicicletas.
Ciberfobia –  medo dos computadores ou de trabalhar com computadores.
Cristalofobia –  medo dos cristais ou do vidro.
Cremnofobia –  medo dos precipícios.
Coulrofobia –  medo dos palhaços.
Coprofobia –  medo das fezes.
Contreltofobia –  medo do abuso sexual.
Coitofobia –  medo do coito.
Coimetrofobia –  medo dos cemitérios.
Climacofobia –  medo das escadas, de subir ou descer escadas, de cair das escadas.
Claustrofobia –  medo dos espaços fechados.
Cibofobia ou Citofobia –  medo da comida.
Cronomentrofobia –  medo dos relógios.
Cronofobia –  medo do tempo.
Cromofobia ou Cromatofobia –  medo das cores.
Crometofobia ou Crematofobia –  medo do dinheiro.
Corofobia –  medo de dançar.
Ceraunofobia –  medo dos trovões.
Catapedafobia –  medo de saltar.
Carnofobia –   medo da carne.
Cardiofobia –  medo do coração.
Cancerofobia –  medo do cancro.
Caliginefobia –  medo das mulheres bonitas.
D
Diquefobia –   medo da justiça.
Didascaleinofobia –
medo de ir à escola.
Diabetofobia –
medo das diabetes.
Dextrofobia –  medo dos objetos que estão do lado direito do corpo.
Dermatofobia –  medo das lesões na pele.
Dentofobia –  medo dos dentistas.
Dendrofobia –  medo das árvores.
Demofobia –   medo das multidões.
Demonofobia –  medo dos demônios.
Dementofobia –  medo da insanidade.
Deipnofobia –  medo do jantar ou de jantar.
Decidofobia –  medo de tomar decisões.
Distiquifobia –  medo dos acidentes.
Dromofobia –  medo de atravessar a estrada.
E
Eurotofobia –   medo dos genitais masculinos.
Erotofobia –  medo das questões sobre sexo.
Ergofobia –  medo do trabalho.
Ereutrofobia –  medo de corar.
Equinofobia –  medo dos cavalos.
Epistemofobia –  medo do conhecimento.
Epistaxiofobia –  medo de sangrar pelo nariz.
Entomofobia –  medo dos insetos.
Enoclofobia –  medo das multidões.
Emetofobia –  medo de vomitar.
Eleuterofobia –  medo da liberdade.
Electrofobia –   medo da eletricidade.
Eisoptrofobia –  medo dos espelhos ou de se ver ao espelho.
Eclesiofobia –   medo da igreja.

F
Fotofobia –  medo da luz.
Fobofobia –  medo das fobias.  (lol)
Filofobia –  medo de se apaixonar ou de estar apaixonado.
Filemafobia ou Filematofobia –   medo de beijar ou dos beijos.

- Medo de Fantasmas

Fasmofobia – Medo de Fantasmas

Fasmofobia –  medo dos fantasmas.
Fagofobia –  medo de engolir ou de comer ou de ser comido.
Frigofobia –  medo do frio, das coisas frias.
Felinofobia ou Gatofobia –  medo dos gatos e dos felinos em geral.
Febrifobia ou Fibriofobia –  medo da febre.
Fármacofobia –  medo dos medicamentos e drogas.
G
Ginefobia –  medo das mulheres.
Geumafobia ou Geomofobia –  medo dos sabores.
Gimnofobia –  medo da nudez.
Grafofobia –   medo de escrever à mão.
Glossofobia –  medo de falar em público ou de tentar falar.
Gerontofobia –  medo das pessoas idosas ou de envelhecer.
Gefirofobia ou Gefidrofobia –  medo de atravessar pontes.
Genufobia –   medo dos joelhos.
Genofobia –   medo do sexo.
Geliofobia –  medo das gargalhadas.
Gamofobia –  medo do casamento
H
Hipnofobia –
medo de dormir ou de adormecer.
Hipsiofobia –  medo das alturas.
Hipengiofobia ou Hipegiafobia –
medo da responsabilidade.
Hilofobia –
medo das florestas.
Higrofobia –
medo dos líquidos.
Hoplofobia –
medo das armas de fogo.
Homofobia –   medo da monotonia ou da homossexualidade ou de se tornar homossexual.
Homilofobia –   medo dos sermões.
Hipofobia –   medo dos cavalos.
Hierofobia –   medo dos padres ou das coisas sagradas.
Heterofobia ou Sexofobia –   medo do sexo oposto.
Herpetofobia –   medo dos répteis, coisas rastejantes.
Hemofobia ou Hematofobia –   medo do sangue.
Heliofobia –  medo do Sol.
Hedonofobia –  medo de sentir prazer.
Harpaxofobia –   medo de ser assaltado.
Hafefobia ou Haptefobia –   medo de ser tocado.
Hagiofobia –   medo dos santos ou das coisas sagradas.
I
Itifalofobia –   medo de ver, pensar ou ter um pênis ereto.
Isopterofobia –  medo das térmitas.
Isolofobia –  medo da solidão, de estar sozinho.
Insectofobia –   medo dos insetos.
Iofobia –  medo do veneno.
Ideofobia –   medo das idéias.
Ictiofobia –   medo dos peixes.
Iatrofobia –  medo de ir ao médico ou dos médicos.
L
Ligofobia –  medo da escuridão.
Logofobia –  medo das palavras.
Logizomecanofobia –  medo dos computadores.
Loquiofobia –   medo de dar à luz.
Limnofobia –  medo dos lagos.
Lilapsofobia –  medo dos tornados ou dos furacões.
Ligirofobia –  medo do barulho.
Levofobia –   medo das coisas que estão do lado esquerdo do corpo.
Leucofobia –   medo da cor branca.
Laliofobia ou Lalofobia –   medo de falar.
Lacanofobia –   medo dos vegetais.

M
Monopatofobia –   medo de doença numa parte específica do corpo.
Misofobia –  medo dos germes ou da contaminação ou da sujidade.
Mirmecofobia –
medo das formigas.
Micofobia –   medo ou aversão aos cogumelos.
Motorfobia –  medo dos automóveis.
Mnemofobia –   medo das memórias.
Microfobia –   medo das coisas pequenas.
Metrofobia –  medo da poesia.
Metifobia –   medo do álcool.
Metatesiofobia –   medo das mudanças.
Metalofobia –   medo do metal.
Merintofobia –  medo de ser amordaçado ou atado.
Menofobia –  medo da menstruação.
Melofobia –  medo da música.
Melanofobia –  medo da cor preta.
Melissofobia –  medo das abelhas.
Megalofobia –  medo das coisas grandes.
Medortofobia –  medo de um pênis ereto.
Medomalacufobia –  medo de perder a ereção.
Mecanofobia –   medo das máquinas.
Mageirocofobia –  medo de cozinhar
N
Nictohilofobia –  medo das florestas à noite.
Nosocomefobia –   medo dos hospitais.
Noctifobia –  medo da noite.
Nelofobia –  medo do vidro.
Necrofobia –  medo da morte ou de coisas mortas.
Nebulafobia –  medo do nevoeiro.
O
Ornitofobia –   medo dos pássaros.
Oftalmofobia –   medo de ser olhado.
Oneirogmofobia –  medo dos sonhos molhados.
Oneirofobia –  medo dos sonhos.
Olfactofobia –  medo dos cheiros.
Oenofobia –   medo dos vinhos.
Odontofobia –   medo dos dentes ou da cirurgia dentária.
Octofobia –   medo do número 8.
Obesofobia –  medo de ganhar peso ou de engordar.
P
Pedofobia –  medo das crianças.
Pogonofobia –   medo das barbas.
Papafobia –   medo dos Papas.
Pirofobia –  medo do fogo.
Pteromeranofobia –  medo de voar.
Porfirofobia –  medo da cor púrpura.
Peladofobia –  medo das pessoas carecas.
Pediofobia –   medo das bonecas.
Patroiofobia –  medo da hereditariedade.
Partenofobia –  medo das virgens ou de raparigas novas.
Parasitofobia –  medo dos parasitas.
Parafobia –   medo da perversão sexual.
Pagofobia –  medo do gelo ou do congelado.
Q
Quinofobia –  medo da raiva.
Quimofobia –  medo das ondas.
Queraunofobia –  medo dos relâmpagos e dos trovões.
Quionofobia –  medo da neve.
Quemofobia –  medo dos químicos ou de mexer em químicos.
R
Rupofobia –   medo da sujidade.
Ranidafobia –   medo dos sapos e rãs

S
Scotofobia –   medo do escuro.
Singenesofobia –   medo dos familiares.
Surifobia –   medo dos ratos.
Stigiofobia –  medo do inferno.
Stenofobia –  medo de coisas ou lugares estreitos.
Sociofobia –  medo da sociedade e das pessoas em geral.
Socerafobia –  medo dos sogros.
Siderofobia –  medo das estrelas.
Sesquipedalofobia –   medo das palavras compridas.
Selenofobia –  medo da lua.
Scriptofobia –   medo de escrever em público.
Scolionofobia –  medo da escola.
T
Tripanofobia –  medo das injeções.
Toxifobia ou Toxicofobia –  medo do veneno ou de ser acidentalmente envenenado.
Tomofobia –  medo das operações cirúrgicas.
Tanatofobia ou Tantofobia –  medo da morte ou de morrer.

Tanatofobia - Medo da morte

Tanatofobia – Medo da morte

Talassofobia –  medo do mar.
Telefonofobia –  medo dos telefones.
Tapinofobia –  medo de ser contagioso.
Tacofobia –  medo da velocidade.
Triscadecafobia –  medo do número 13.
U
Unatractifobia –  medo das pessoas feias.
Urofobia –  medo da urina ou de urinar.
X
Xilofobia –  medo dos objetos de madeira.

Fonte: Fobias