Review: Spectrobes

16 12 2009

Pegue um liquidificador, adicione um jogo do pokémon, depois, adicione uma colher de chá de animê, e mais uma de Disney e pronto, essa é a formula do jogo Spectrobes (pelo menos não termina com “mon”). Não muitas pessoas ouviram falar desse jogo, mas saibam que ele já está na sua terceira edição! A história é a seguinte, você é um policial interplanetário que descobre que seu sistema solar está ameaçado por criaturas chamadas “krawl” e o único jeito

Escavar é divertido!

de salvar o mundo é com a ajuda dos spectrobes, pequenas criaturinhas que depois viram grandes criaturinhas. A formula é batida, tão usada que perdeu a graça, mas Spectrobes conseguiu renova-la. Com a ajuda do stylus, você cava fósseis desses spectrobes, depois com o microfone, reviva-os, treine-os e entre em batalhas contra os krawls. Assim como pokémon, o fator replay aqui recebe nota alta, pois você não vai descansar até reviver todos os monstrinhos, achar todos os cubos (contém informações importantes), etc. A música é boa, empolgante, mas se torna repetitiva quando você passa muito tempo, por exemplo, explorando uma área. Outra coisa irritante sobre a música é que é realmente difícil enjoar dela já que tudo o que você fizer vai trocar a faixa musical. Exemplo, to na nave, musiquinha, saí da nave, outra musiquinha, abri o menu, mais uma musiquinha, cavei um fóssil, outra musiquinha, entrei numa batalha épica do bem contra o mal, e lá vem outra musiquinha. Entendeu o que eu quis dizer? Os gráficos poderiam ser melhores, mas não são tão ruins. Chato mesmo é controlar o personagem com os direcionais do DS (eu tenho problema com esses botões). Agora, o genial do jogo são os “Code Input Cards”, cards especiais que vem com o jogo para você destravar spectrobes, partes, mineras, e deuses. Funciona assim, cada card vem com buraquinhos e uma numeração, você coloca o card na tela touch screen do DS e usa o stylus para tocar a tela através dos buracos na ordem certa, e TCHAM TCHAM! Você ganhou um item novo! O jogo suporta modo on-line, mas está limitado apenas á baixar vídeos e um spectrobe exclusivo. O jogo tem um certo nível de costumização por parte dos spectrobes, já que você pode mudar a cor deles, e adicionar partes ao seu corpo. Partes são items especiais que mudam o status do seu spectrobe. Por exemplo, adicionar um escudo ou uma espada ao seu bichinho, sacou? O jogo é divertido? É, mas vai fazer mais fama ao público jovem (5-12 anos) mas vale a pena dar uma experimentada.

Gráficos: 7.0

Som: 8.0

Jogabilidade: 9.0

Diversão: 8.0

Replay: 10

Nota Final: 8.4

PS: Em rio que tem piranha, macaco não toma água….

By: Luca Lobo

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: