Insetos podem ter personalidade, indica pesquisa com abelhas

10 03 2012

A colmeia não é formada apenas por abelhas trabalhadoras, dispostas a realizar qualquer atividade para servir à rainha e ficar perto da colmeia. Algumas delas desejam viver aventuras e procuram um pouco de emoção, de acordo com estudo publicado nesta quinta-feira (8) na revista científica “Science”. Isto seria um indício de que os insetos também têm personalidade, afirma a pesquisa.

Abelhas hipsters

A descoberta foi feita por cientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, que verificaram que o desejo e a disposição para realizar tarefas específicas diferem entre as abelhas. Eles se dedicaram a dois tipos de comportamento que parecem estar relacionados com a busca por novidades: a procura por novos abrigos e a realização de trajetos mais longos e mais afastados da colmeia para encontrar alimento.

Quando a colmeia cresce muito e ultrapassa seus limites, o grupo se divide e parte dele precisa buscar um novo lar. Apenas cerca de 5% das abelhas assumem esta responsabilidade e, segundo os cientistas, elas são três vezes mais propensas a se tornarem caçadoras de alimento em longas distâncias. Elas foram chamadas de escoteiras. Já outras abelhas apresentam tendência de ficar mais próximas da colmeia e a não deixar o grupo.

Continue lendo »





Dinossauro foi o primeiro animal a possuir penas brilhantes

10 03 2012

Um estudo publicado nesta quinta-feira (8) pela revista “Science” mostra qual foi o primeiro animal a ter penas brilhantes na natureza: um dinossauro. O microraptor viveu há cerca de 130 milhões de anos e faz parte da família dos dromeossauros, assim como o velociraptor.

Sim, eu também estava esperando um T-Rex brilhando no escuro…

Esse dinossauro tinha uma plumagem em tons de preto e azul, como um corvo. Suas penas eram capazes de refletir as cores do arco-íris. Segundo os autores, a descoberta, baseada em registros fósseis, ajuda no estudo da evolução das penas.

A equipe formada por cientistas dos EUA e da China acredita ainda que, com as penas brilhantes, esses animais usavam a plumagem na interação entre si – como no acasalamento, por exemplo –, assim como muitos pássaros modernos fazem.

By: Otávio





Cidade australiana (onde mais?) é invadida por aranhas

8 03 2012

A Austrália tem sofrido com fortes chuvas de verão ao longo dessas semanas. Mas, além dos moradores, que estão sendo obrigados a deixarem suas casas, um outro tipo de habitante também está se movendo para tentar escapar da água: as aranhas. O que de longe parecia neve, na verdade é uma espécie de campo de refugiados de aranhas, localizado perto de uma área residencial no interior do país. Essas espécies costumam viver perto de rios. Porém, com as inundações em todo o leste do país, as aranhas tiveram que encontrar um lugar mais seco para se abrigarem.

Quando os moradores de Wagga Wagga (<– LOL), sudeste australiano, começaram a reparar em seus novos vizinhos, já havia se formado uma verdadeira floresta de aranhas, um fenômeno nunca antes visto. Especialistas garantem que essa espécie não oferece nenhum perigo à população. Confira as fotos:

Continue lendo »





Peixe-remo

3 06 2010

O Regalecus glesne, popularmente conhecido como peixe-remo ou regaleco, é um peixe da família Regalecidae, classe Actinopterygiim e habita as profundezas marinhas de 20 a 1.000 m de profundidade.

Mede aproximadamente 11m de comprimento e se alimenta de pequenos peixes. Seu principal predador é o tubarão, já os golfinhos não o machucam.

O sonho de todo pescador.. rsrs

O peixe-remo sempre foi um mistério para a ciência, por ser uma criatura tão estranha. Acreditava-se de que ele era uma espécie de monstro-marinho. Ele possui um tipo de “topete”vermelho em cima da cabeça.

Não se sabe ao certo quantos exemplares ainda existem. Apenas em 2001 foi filmado um espécime vivo dentro de água. Em fevereiro de 2010 pesquisadores da Universidade do Estado da Louisiana, nos Estados Unidos, conseguiam uma imagem inédita do intrigante peixe-remo navegando no fundo do oceano.

O filme foi feito no Golfo do México  por meio de uma máquina não tripulada, e os cientistas acreditam que essa é a primeira vez que se filma o animal em seu habitat natural. Em maio de 2010, foi encontrado na Suécia um peixe-remo de 3,65 metros. Foi a primeira vez que se encontrou um peixe-remo no país em 130 anos.

By:Otávio~





Fotos de Insetos Dormindo Cobertos por Orvalho

31 03 2010

O Título já diz tudo…


by: Pedro A.

Continue lendo »





Os 10 Animais mais venenosos do Mundo

29 03 2010

10. Peixe Puff

Tetraodontidae é uma família de peixes basicamente marinhos e estuarinos. A família inclui muitas espécies de peixes conhecidas que são chamadas de Balloonfish, blowfish, Bubblefish, Baiacu, Swellfish, peixe-sapo, e bajuladores. Eles são morfologicamente semelhantes ao Peixe Porco-Espinho que possuem grandes espinhos conspícuos (ao contrário das pequenas, quase como uma lixa-espinhos de Tetraodontidae). O nome científico, Tetraodontidae, refere-se aos quatro dentes grandes, fundidas em uma parte superior e inferior da placa, que são utilizadas para esmagar as cascas de crustáceos e moluscos, vermes e vermelhos, suas presas naturais.

Peixes Puff são os segundos vertebrados mais venenosos do mundo, sendo o primeiro um Sapo Dourado Venenoso. Certos A pele e órgãos internos do Tetraodontidae são altamente tóxicos para os seres humanos, mas, no entanto, a carne de algumas espécies é considerado uma iguaria no Japão (como fugu) e Coréia (como bok-uh). Se alguém é pego durante a pesca, é recomendado o uso de luvas grossas para evitar intoxicação ou ser mordido quando remover o gancho.

O Tetraodontidae contém pelo menos 121 espécies de Peixes em 19 gêneros. Eles são mais diversificadas nos trópicos e relativamente rara na zona temperada e completamente ausente das águas frias. Eles são tipicamente pequenos a médios, embora algumas espécies podem atingir comprimentos de 100 centímetros (39 pol).

Continue lendo »





A Incrível lesma-planta

5 03 2010

O Surgimento da fotossíntese foi um dos momentos grandiosos da história da vida aqui na Terra. Começou quando um grupo de organismos banhados pela imponente radiação do nosso Sol branco-amarelado, começou a retirar o CO2 da atmosfera para produzir sua matéria orgânica pessoal.

Aí sim! Fomos surpreendidos novamente!

A temperatura do planeta começou a baixar (lembre-se que o CO2e um gás estufa) e uma nova era do gelo começou. Talvez o primeiro caso de “poluição” em massa, provavelmente levando milhares de organismos anaeróbicos (que não utilizam o oxigênio para respiração) a desaparecerem para sempre. O resto, faz parte da história botânica do nosso planeta. Até certo momento, quando um animal, uma pequena lesma marinha, batizada de Elysia chlorotica, “roubou” o maquinário necessário para a fotossíntese.

Em novembro de 2008 na revista PNAS, foi publicado uma pesquisa demonstrando que a E. chlorotica possui um gene, opsbO, que é idêntico ao da alga em que ela se alimenta, Vaucheria litorea, não existente em nenhum outro animal e faz parte do sistema fotossintético de plantas e de microalgas como a Euglena (um gênero de algas unicelulares do grupo das euglenófitas).

A habilidade de fazer fotossíntese, por aproximadamente nove meses após se refestelar em algas marinhas, ocorre devido a ingestão dos plastídios durante o desenvolvimento juvenil do molusco (por isso sua cor esmeralda) já havia sido descrita em artigos anteriores do mesmo grupo de pesquisa de Mary E. Rumpho, responsável pela identificação do gene PsbO no genoma da E. chlorotica. Mas como foi que a lesma “roubou” o gene da alga e começou a fazer fotossíntese? Essa característica de roubar, é conhecida técnicamente como cleptoplastia, e deve ter acontecido com os ancestrais da lesma e da alga, que possuem essa profunda intimidade há milhares de anos atrás, onde acidentalmente o gene foi sequestrado no genoma da lesma em uma transferência horizontal gênica.

By: Luca Lobo





Animais “Demoníacos”

28 02 2010

– Diabo- Espinhoso:

thorny devil 1 Top 5 weirdest devil animals

Diabo-Espinhoso

thorny devil 2 Top 5 weirdest devil animals

Um réptil australiano surpreendente. Deve seu nome aos diversos espinhos em seu corpo. O pequeno dragão cresce até 20 cm de comprimento e podem viver até 20 anos. Ele pode se camuflar de acordo com os tons de deserto e suas escamas espinhosas são uma ótima defesa contra predadores. O que é mais interessante sobre a criatura é que ela consome qualquer gota de água que cai sobre seu corpo. A gota percorre o corpo da criatura e é canalizado para a boca. O diabo espinhoso pode comer alguns milhares de formigas em um dia. Ele possui uma cabeça falsa na região cervical que serve para enganar os predadores.

– Demônio Chifrudo de Hickory (Hickory Horned Devil):

Hickory Horned Devil 1 Top 5 weirdest devil animals

Hickory Horned Devil 2 Top 5 weirdest devil animals

Parece perigoso com seus chifres e espinhos, mas é inofensivo, como qualquer outra lagartas. Os espinhos, embora pontiagudos, não possuem picada. O região preta na ponta dos chifres vermelhos são desenvolvidos durante o seu sexto e último estágio de desenvolvimento e pode crescer até 15 centímetros de comprimento. Pouco antes de se transformar em pupa sua cor muda sua cor para turquesa.

African Devil Flower Mantis (Louva-a-Deus Demoníaco Africano?)

African devil flower 2 Top 5 weirdest devil animals

African devil flower 1 Top 5 weirdest devil animals

É uma das maiores espécies de Louva-a-Deus que imitam flores. Científicamente conhecido como “diabolica Idolomantis”, é um diabo da África Oriental. De ninfas podem demorar até 1 ano para as fêmeas atingem a maturidade em 25-30°C. Também é conhecido como o “Rei de todos os louva-a-Deus” pela razão óbvia, a sua beleza, tamanho e raridade. Eles se alimentam principalmente de insetos voadores como moscas, mariposas, borboletas, besouros, etc…

Demônio de Areia (Sand-Devil)

Sand devil Top 5 weirdest devil animals

Ao contrário do seu nome ele é um tubarão-anjo da família Squatinidae encontrado na parte extra-continental, em regiões subtropicais do Atlântico ocidental. Mas ambos os seus nomes não descrevem seu comportamento. Embora eles normalmente não sejam agressivos e não ataquem, mas eles mordem quando pisados ou manuseados e podem provocar dilacerações desagradável com garras e dentes pontudos. O nome científico do tubarão diabo areia é “dumeril Squatina“. Há alguns espinhos pequenos, mas importantes no focinho, que facilitam a sua alimentação de pequenos peixes, crustáceos e moluscos.

Demônio da Tasmânia

Tasmanian devil 1 Top 5 weirdest devil animals

Tasmanian devil 2 Top 5 weirdest devil animals

São os maiores marsupiais carnívoros que vivem em florestas de eucalipto seca na Tasmânia. O é como um pequeno cão robusto, com mandíbulas poderosas e uma série de grandes dentes fortes que lhe permite comer quase todas as partes da carcaça, incluindo a pele e o crânio. É caracterizado por seu pêlo preto com manchas brancas no pescoço. Exala cheiro horrível quando estressados e um guincho extremamente alto e perturbador. Ele mata animais para se alimentar, mas prefere carniça (carne de mortos que ele encontra). Se você encontrar um deles com uma cauda fina isso significa que ele provavelmente não está saudável, pois animais armazenam gordura corporal em sua cauda.

by: Pedro A.

 





Como é feito o caviar.

21 02 2010

O caviar é feito de ovas salgadas não-fertilizados de esturjão, o maior peixe de água doce do mundo. Elas precisam ser retiradas do peixe ainda vivo num prazo máximo de 15 minutos para depois serem peneiradas, lavadas e secas.

Pra você que nunca viu, nem comeu e só ouve falar veja abaixo como é feito todo o processo de fabricação do caviar iraniano, considerado o melhor caviar do mundo.



Eu prefiro comer o peixe e não os ovos dele.

By:Otávio~





Sabia que existe um bicho com dois pênis?

23 01 2010

Quer dizer, mais ou menos, várias espécies de marsupiais (grupo do qual fazem parte os cangurus e o coalas, que no

Um exemplo de animal com “dois” pênis é a cuíca

caso, não possuem essa singularidade) possuem um pênis bifurcado (assim como a língua das cobras), o que dá a falsa impressão de eles terem dois pênis. “Essa particularidade é compartilhada por cerca de 70 espécies de marsupiais americanos”, afirma o biólogo José Carlos Nogueira, especialista em reprodução de marsupiais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É bom deixar claro, porém, que nem todos os marsupiais têm o pênis assim. As fêmeas dessas espécies por sua vez, também têm duas vaginas. Na hora do acasalamento, cada parte do pênis penetra numa vagina, depositando o sêmen. O aparelho reprodutor dessas fêmeas, por sua vez, possui dois úteros, onde os filhotes são gestados separadamente. Para completar, quando os filhotes estão para nascer, são expulsos do corpo da mãe por um orifício conhecido como falsa vagina. Outra curiosidade sobre os marsupiais, é que os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento numa bolsa externa das fêmeas chamada marsúpio. Dependendo da espécie, o tempo de permanência na bolsa pode durar de algumas semanas a mais de um ano.

By: Luca Lobo