Chinês processa esposa após descobrir que ela era feia

27 10 2013

Após criança nascer feia pra dedeu, marido processa esposa

 

Chinês processa esposa  porque ela fez plástica para ficar bonita. Ele disse que pensava que a beleza dela fosse natural. O marido desconfiou da mulher após ela dar à luz uma criança que, segundo ele, era muito feia.

Ele decidiu pedir o divórcio e processou a mulher  depois que descobriu que ela havia feito uma cirurgia plástica para ficar mais bonita, antes do casamento. O homem alega que foi enganado. O chinês ganhou o processo e uma indenização de cerca de R$ 245 mil.

 

Otávio

Fonte : Uipi





Código Vermelho: Aprovada lei que define o funk como movimento cultural.

1 09 2009

Ok, ok… Quem quiser poluir sua mente ouvindo funk carioca, que polua (desde que não isso não me obrigue à ouvir também). Mas agora, “lei que define o funk como movimento cultural” é algo que fere a minha alma. Realmente não sei o que devo fazer; se devo tentar investir no Brasil, tentar salvá-lo, ou se devo sair dele enquanto ainda dá…

Vejam o artigo:

Fuck Carioca, digo, Funk Carioca. (esbanja cultura pelo visto mesmo)

Fuck Carioca, digo, Funk Carioca. (esbanja cultura pelo visto mesmo)

Deputados estaduais do Rio votaram, no início da noite desta terça-feira (1º),  a favor da revogação da lei que impõe normas para a realização de eventos como raves e bailes funk em comunidades do Rio. Na mesma sessão, os deputados também aprovaram o projeto de lei que define o funk como movimento cultural.

A lei revogada nesta terça era de autoria do deputado cassado Álvaro Lins, ex-chefe de polícia no governo de Rosinha Garotinho, e foi aprovada no dia 27 de maio de 2008.

O projeto de lei aprovado será encaminhado para a sanção do governador Sérgio Cabral. Segundo a assessoria da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), a nova lei assegura a realização de manifestações próprias relacionadas ao funk e diz que os assuntos relativos ao estilo sejam, prioritariamente, da competência de secretarias ou outros órgãos ligados à cultura.

Protesto

Centenas de funkeiros e admiradores do ritmo carioca ficaram reunidos em frente Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro), com carro de som, aguardando a votação dos deputados estaduais.

Grandes nomes não só do funk, mas também do samba, estavam presentes nas escadarias da Alerj: Neguinho da Beija-Flor e Ivo Meirelles, que levou a bateria da Mangueira para o encontro. DJ Malboro e Rômulo Costa (fundador da Furacão 2000) comandam o movimento, enquanto MC Leonardo (presidente da Associação de Profissionais e Amigos do Funk) e MC Júnior animam mais de 200 pessoas que se aglomeraram em frente à Alerj.

—-É, não sei o que falar desse país, falaria muito mal e faria mais um discurso, mas estão com muito sono…

Fonte: G1

Cliquem aqui para ver a notícia no site. (Vale a pena ver um vídeo que tem na notícia, onde o próprio criador do funk carioca fala mal dos bailes funk)