Curiosidades Astronômicas

28 08 2009

Curiosidade sobre o corpo humano no espaço:

– A Falta de uso das pernas deixam seus músculos semelhantes a pudins. Astronautas precisam usar bicicletas ergométricas.

– A coluna vertebral aumenta de 2 a 4 cm pela diminuíção do peso.

Sobre planetas:

– Planetas não podem crescer infinitamente. A massa de Júpiter já é gigante (317 vezes a da Terra), se Jupiter fosse ainda mais massivo do que já é, a gigantesca

Júpiter, a quase estrela

Júpiter, a quase estrela

pressão exercida no interior do planeta começaria a ser sulficiente para esmagar átomos, iniciando uma reação termonuclear que o transformaria em uma estrela.

– Nem todo céu é azul. O céu da Terra é azul porque as moléculas de nitrogênio e oxigênio, que formam a maior parte do ar de nosso mundo, filtram o componente azul da luz solar; já em Marte, o céu é laranja-rosado; em Urano, verde; em Vênus, amarelo-laranja; em Júpiter, preto sem estrelas; em Plutão, preto com estrelas.

– A Lua que vemos é a de poucos segundos atrás – tempo que a luz demora para percorrer a distância entre ela e nós; Vênus está a mais de 2 minutos; o Sol cerca de 8 minutos; Netuno, a 4 horas; e a estrela mais próxima – Alfa de Centauro – a 4 anos e 3 meses.

Meteoros e Asteróides:

– A Terra possui um vizinho estranho e errático: o planetóide Toro, observado oficialmente em 1964; em sua órbita ele faz cinco voltas entre Vênus e a Terra e depois uma volta em torno da Terra; na opinião de alguns astrônomos, um alinhamento dos planetas poderia alterar sua órbita e fazê-lo chocar-se com Vênus ou com a Terra.

Ceres, ainda não determinado se é um asteróide ou um planeta anão.

– Estima-se que para que um astro assuma a forma esférica , deve ter pelomenos 1000 km de diâmetro.  Ceres, o maior asteróide do cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter, tem 760 quilômetros de diametro. Se tivesse os 1000Km deixaria de se um grande asteróide e passaria a ser um pequeno planeta.

– Em março de 1989, um asteróide de 815 metros de diâmetro (mais tarde batizado de 1989 FC) passou “raspando” a Terra, a uma distância apenas duas vezes maior da que a separa da Lua; se caísse no mar, o resultado seriam ondas de 100 metros de altura que engoliriam as regiões costeiras; se caísse em terra firme, a crosta do planeta se fenderia, provocando terremotos e erupções vulcânicas; milhões de toneladas de sólidos seriam arremessadas ao espaço, e reentrariam na atmosfera provocando chuvas de fogo; além disso, o barulho da queda de um asteróide é tão forte que mata todas as criaturas no raio de ação da onda de choque; a vibração pulveriza os ossos e cozinha instantaneamente a carne, como um imenso forno de microondas (o impacto de um asteróide de 2,5 quilômetros de diâmetro – que atinge a Terra, em média, a cada milhão de anos – produz uma explosão equivalente a um trilhão de toneladas de dinamite.

– Meteoros e meteoritos aumentam a massa da Terra em dezenas de milhares de toneladas todos os anos; e os raios atingem o planeta cerca de 200 vezes por segundo.

Sobre Estrelas

-A estrela Antares é tão grande que, se estivesse na posição do Sol, sua esfera açambarcaria às órbitas de mercúrio, Vênus, Terra e Marte.

Supernova

Supernova

– Se por um acaso uma das 300 estrelas que estão no espaço contido dentro de 35 anos-luz do Sol explodisse (supernova), só o saberíamos muitos anos depois, porém de forma espetacular: em questão de horas, ela se tornaria um objeto mais brilhante que o Sol, de uma luz-branca, cegante como um arco de solda elétrica; durante a “noite” haveria um “dia” azulado, irreal, as pessoas assumindo uma cor cadavérica; a tremenda radiação em breve oxidaria o nitrogênio da atmosfera; os óxidos daí resultantes consumiriam todo o ozônio da atmosfera, que nos protege da radiação ultravioleta; a essa altura, metade da população já estaria cegada; em questão de meses, toda a vida desapareceria da superfície terrestre e só restariam os vermes dos abismos marinhos para começar tudo de novo.

(Fiquei com MUITO medo dessa última curiosidade)

Veja mais curiosidades no seguinte endereço:

http://www.fortunecity.com/tatooine/servalan/272/curio.htm





Ocultação da estrela Antares amanhã.

26 08 2009

Já havia falado disso no blog, só gostaria de dar um lembrete. Amanhã, dia 27 de agosto, aproximadamente às 21 horas a Lua crescente encobrirá a gigantesca estrela vermelha Antares, na constelação de Escorpião. O fenômeno é chamado de ocultação e terá duração aproximada de quatro horas. Cerca de uma hora depois (22h), a gigante vermelha ressurgirá lentamente de trás da Lua, produzindo um efeito (que dizem que vai ser) bem legal.





O Mito das Duas Luas

23 08 2009

Pois é… acredito que alguns saibam do Mito das Duas Luas. Esse é um mito que surgiu em 27 de Agosto de 2003 , dia que Marte passou mais perto da Terra desde 57.617 aC, nesse dia, marte passou à 55.760.000 Km da Terra.

Porém, o mito que cito, é que Marte, na próxima quinta-feira (27 de Agosto) passaria MUITO mais perto do que 55.760.000 Km, tão perto que seria possível vê-lo do tamanho da Lua.

Segundo o tal mito, essa seria a visão do céu no dia 27 de Agosto.

Segundo o tal mito, essa seria a visão do céu no dia 27 de Agosto.

Porém, vou alertando que esse mito é fake, antes que vocês fiquem plantados o dia inteiro no quintal olhando pro céu dia 27. Porém achei interessante relatar isso aqui, e aproveitar para esclarecer bem o por que que Marte aparecer no céu com o tamanho da Lua é totalmente impossível.

“A 27 de Agosto de 2003, Marte esteve somente a cerca de 56 milhões de quilómetros da Terra. Foi o mais perto que esteve em cerca de 60 mil anos! Antes, só os Neandertais o tinham visto tão perto! (apesar de que Marte esteve a 56,5 milhões de quilómetros de distância em 1971) E só vai estar tão perto novamente em 2287.” – Foi o que disse um Investigador, estudante de doutoramento e professor de astrobiologia na Universidade de Austin (lol não achei o nome dele).

Mesmo no dia 27 de Agosto de 2003, não foi possível ver Marte muito maior do que uma estrela (obviamente, não me refiro ao Sol) no céu.

Foi mais ou menos isso que foi possível ver de Marte em 27 de Agosto de 2003.

Foi mais ou menos isso que foi possível ver de Marte em 27 de Agosto de 2003.

Porém um bosta brincalhão não identificado decidiu no Verão de 2003 enviar massivamente um e-mail a dizer que Marte iria estar tão perto da Terra que no céu se iriam ver duas luas.

Agora, uma coisa que ele provavelmente não contava, é que essa história pegou. E muito. Muita gente começou a repassar esse e-mail massivamente. Porém, com o tempo, a história relaxou…

Devido às órbitas de Marte e da Terra à volta do Sol, é natural que a cada 780 dias Marte se encontre mais próximo à Terra (A cerca de 60 milhões de quilômetros da Terra)

Se aproveitando desse fato, em 2005 outros bostas brincalhões decidiram enviar o mesmo e-mail de novo, fazer a onda massiva voltar. (Detalhe: os espertões não se deram ao trabalho de sequer mudar um pouco o e-mail).

Mas com o tempo a febre baixou e a história foi esquecida no final do mesmo ano… Porém ela voltou em 2006. E em 2007 de novo. E outra vez em 2008.

Porém essa história é fake, e qualquer história que possa surgir de planetas aparecerem no céu terráqueo com o tamanho da Lua vai ser fake. A Lua fica à cerca de 384.405 km da Terra, e o planeta mais próximo da Terra (Vênus) teve sua passagem mais próxima da Terra em 1850, quando passou à 39.514.827 km da Terra, ou seja, cerca de 102 vezes mais longe da Terra do que a Lua. E Vênus é cerca de 3,5 vezes maior do que a Lua, logo foi possível ver Vênus como um ponto 29 vezes menor que a Lua. Já Marte, tem um diâmetro de 6.794 km, aproximadamente 2 vezes o tamanho da Lua, logo Marte teria que estar no mínimo duas vezes mais longe da Terra do que a Lua (teria que estar à 768.810 km da Terra) para poder ser visto do tamanho da Lua.

Não fique triste, porém.

Você deve ter ficado triste de saber que Marte não ficará do tamanho da Lua cheia. Porém, parece que esse show foi substituído por outro…

A hipergigante Antares fará um fenômeno bem legal quinta-feira...

A hipergigante Antares fará um fenômeno bem legal quinta-feira...

Olhe para o alto no dia 27 de agosto. Aproximadamente às 21 horas a Lua crescente estará encobrindo a gigantesca estrela Antares, na constelação de Escorpião. O fenômeno é chamado de ocultação e terá duração aproximada de quatro horas. Cerca de uma hora depois, a gigante vermelha ressurgirá lentamente de trás da Lua, produzindo um efeito bem legal.

Antares se localiza a 600 anos-luz de distância. É 700 vezes maior que o Sol e seu diâmetro é 152 mil vezes maior que o disco Marciano. Apesra de eu achar que Marte do tamanho dá Lua é mais legal que isso, acho que uma coisa dessas vale muito a pena ser observada.